BEM VINDO AO MEU BLOG

Seja bem vindo quem me der a honra de acompanhar "depois do entardecer"

Seguidores

sábado, 19 de dezembro de 2009

A crisálida

Não sei qual a causa e qual o efeito, mas ultimamente tenho acordado muito cedo e, compulsivamente, ligo o computador para redigir as idéias que se esboçam nos momentos imediatos ao despertar.
Será que acordo cedo para escrever, ou escrevo porque acordei cedo? Sei lá...
Mas o silêncio da madrugada é muito propício para que eu discorra o assunto que quero tratar: Susan Boyle.
Esta escocesa de 58 anos de idade, feiosa e desajeitada
que, ao cantar “I Dreamed A Dream”, de Os Miseráveis, em abril deste ano surpreendeu o trio caustico de um reality show de um canal de TV britânico e conquistou o mundo todo.
Sua voz clara e a correta interpretação cativaram fãs e, em novembro último, Susan – com outra aparência e após haver sofrido um pequeno abalo emocional – lançou seu primeiro CD e, ouvi na CBN, está em primeiro lugar na lista dos “mais vendidos “ no Reino Unido, com mais de meio milhão de cópias, seguida por Andréa Bocelli, com 400 mil.
Seu novo visual, na capa do disco – depois de um “banho de lojas” badaladíssimas de Londres, conforme comentário de colunista – deixa para trás aquela mulher que lembrava uma personagem de Charles Dickens.
As músicas que compõem o CD não são novas , inclusive Susan gravou uma canção natalina tradicional. Espero que surja algum produtor de visão e que faça com que seu sucesso se concretize.
Lembrei-me do invisível Lombardi, locutor (em off) do Sílvio Santos. Morreu poucos dias atrás e somente então seu rosto veio a público. Um homem com quase setenta anos, em nada parecido com um galã, mas com uma voz lindíssima e muito bem impostada. Que Susan não fique apenas com seus quinze minutos um pouco prolongados,
ou gravando em off, também, por preconceito e insensibilidade ao que é natural e belo na sua essência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário